“Fica no Singelo” – Espetáculo de dança pela Companhia Clara Andermatt

Clara-Andermatt-01-web

No próximo dia 6 de Junho, pelas 20.00h, sobe ao palco do Sands Theatre a última grande produção da conceituada coreógrafa portuguesa Clara Andermatt e da sua companhia, a ACCCA. Fica no Singelo apresenta, como referiu a crítica em Portugal, um “encontro feliz da dança popular com a contemporânea” ou uma “reconciliação radiosa que tardava” entre a dança contemporânea e um folclore que compõe o património performativo português.

Considerada uma das pioneiras do movimento da nova dança portuguesa, Clara Andermatt construiu uma carreira internacional onde é reconhecida a sua singularidade artística e a marca que imprimiu na história da dança contemporânea portuguesa. Diplomada pelo London Studio Centre e pela Royal Academy of Dancing (1980-84, Londres), após passagem por companhias em Portugal e Espanha, funda, em 1991, a sua própria companhia, coreografando um vasto número de obras regularmente apresentadas em Portugal e no estrangeiro.

É regularmente convidada a criar para outras companhias, a leccionar em diversas escolas e a participar como coreógrafa em peças de teatro e cinema. Ao longo da sua carreira, tem sido distinguida com diversos prémios como a Menção Honrosa do Prémio Acarte/Madalena Perdigão da Fundação C. Gulbenkian para a coreografia Mel (1992); em conjunto com Paulo Ribeiro, o Prémio Acarte/Madalena Azeredo Perdigão com a obra Dançar Cabo Verde (1994) e o Prémio Almada atribuído pelo Ministério da Cultura por Uma História da Dúvida (1999). O seu trabalho mereceu-lhe igualmente a condecoração pelo Governo português com a Ordem Soberana e Militar de Malta, em 1998.

Em Fica no Singelo, espectáculo nomeado na categoria Melhor Coreografia 2014 nos Prémios SPA/RTP, 10 bailarinos e músicos trabalham o universo da dança e da música tradicionais portuguesas, explorando as suas mais variadas manifestações, numa abordagem contemporânea. Assente na pesquisa sobre técnicas, materiais e funções associados aos bailes populares e ao folclore, ele suscita igualmente a reflexão sobre a cultura popular e a cultura de arte, o ritual e o convencional, o rural e o urbano, o tradicional e o contemporâneo.

Na segunda parte do espectáculo – o Baile – os espetadores são convidados a participar num baile no qual podem experimentar algumas das danças que inspiraram a peça. A mandadora Mercedes Prieto, também responsável, juntamente com Ana silvestre, pelo repertório de Danças tradicionais, conduz a roda de pares através de expressões codificadas, entre as quais o famoso “Singelo”, levando o público participante a vivenciar o diálogo que une a música, a dança e a arte da fala.

Com Direção e Coreografia de Clara Andermatt, “Fica no Singelo” tem Direção Musical de Luis Pedro Madeira e Clara Andermatt e como intérpretes-criadores André Cabral, Bruno Alves, Francisca Pinto, Joana Lopes, Linora Dinga, Sergio Cobos; Catarina Moura, Luís Peixoto e Quiné.

Integrada no Programa de Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, a apresentação da ACCCA em Macau é organizada pelo IPOR e pelo Consulado-Geral de Portugal em Macau e Hong Kong, contando ainda com a parceria da Casa de Portugal e o apoio da Direção-Geral das Artes de Portugal, da Sands China, da Fundação Macau, da Fundação Oriente, do BNU e do Instituto Cultural da RAEM, para além do MGM Macau, patrocinador oficial do Programa.

A entrada é livre, podendo os bilhetes para o espectáculo (disponíveis a partir do dia 27) ser levantados no IPOR e na Casa de Portugal.

0 Comments
0 Pings & Trackbacks

Deixar uma resposta